É fácil estimular a aprendizagem no seu time com essas três dicas

04/01/2021
Posted in Aprendizagem
04/01/2021 Felipe Menhem

É fácil estimular a aprendizagem no seu time com essas três dicas

Photo by Omar Flores on Unsplash

Algumas das mudanças causadas pela pandemia vão durar para muito além de 2020. Uma delas é a forma como as pessoas aprendem, na vida e no trabalho. “Trabalhar é aprender, e aprender é trabalhar“, já disse o Harold Jarche. Aparentemente, 2020 amplificou a discussão sobre saber aprender pela vida toda e saber medir as nossas necessidades de aprendizagem e seus avanços.

Aliás, Lifelong Learning vai se transformar em uma nova versão dos MBAs, de acordo com essa matéria no Learning Solutions. As escolas de negócio de Harvard e Columbia já estão se adaptando à nova realidade, oferecendo a habilidade (?) em seus programas.

Em nossa experiência, o papel da liderança é um dos desafios para que a cultura de aprendizagem aconteça nas organizações. Muitas vezes, as pessoas que ocupam esse papel ficam presas no dilema de permitir momentos de aprendizagem no meio do trabalho, sem confiar na maturidade e capacidade do seu time.

Por isso, para 2021 queremos te ajudar a fazer a aprendizagem e o conhecimento fluirem na sua área, fazendo a inteligência coletiva ajudar a resolver os problemas e gerar resultados para a organização.

Reconheça que a sua satisfação em aprender impacta os outros.

Ninguém sabe tudo e ninguém deve saber tudo. A consultora Kimberly Roush argumenta que ao perguntar “Como” e “o quê”, a liderança estimula a conversação e mais aprendizagem para o time.

Atenção a um dos novos papéis da liderança moderna: fazer a rede funcionar de uma maneira mais inteligente.

Ou seja, estabeleça acordos mínimos para maximizar a autonomia das pessoas. Conecte as pessoas, compartilhe expectativas, permite as conversas e evite o microgerenciamento.

Reconheça as pessoas que querem aprender.

Muitas vezes, acontece o contrário, “quem aprende a desligar o cérebro é recompensado. Ao evitar pensar muito, eles conseguem se concentrar em fazer as coisas”. Permita as perguntas incômodas, processe as tensões e gere conhecimento a partir delas.

Bônus: perguntas que podem ser feitas:

  1. Em um novo projeto, você já experimentou estimular as pessoas a buscarem os aprendizados dos quais elas precisam?
  2. Já experimentou disponibilizar a verba para que as pessoas decidam qual o treinamento que melhor atende às suas necessidades?
  3. Já pensou em pedir para que o seu time troque conhecimentos com times de outras áreas?
  4. Já pensou em pedir para as pessoas do seu time que indiquem alguém que possa dar os treinamentos dos quais eles precisam?

 

Estimular a aprendizagem e confiar nas habilidades e autonomias das pessoas, não vai te fazer perder a relevância e reconhecimento como liderança, pelo contrário. Para o ano que se inicia, permita uma nova abordagem em seu papel e colabore com o crescimento da inteligência e do resultados da sua área ou organização.

Vamos lá?